E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

5 pontos que você deve considerar antes de trabalhar como PJ

21/06/2016 Por: Vanessa Cagliari

5 pontos que você deve considerar antes de trabalhar como PJ

O sistema de contratação de serviços de Pessoas Jurídicas (PJ) tem sido uma escolha cada vez mais recorrente entre as organizações por oferecer custos mais baixos. O PJ deixa de ser uma pessoa física e passa a ser uma pessoa jurídica, isto é, uma empresa oferecendo serviços para outra, pois torna-se um prestador de serviços e não um funcionário.

 
 
Uma das vantagens desse tipo de contratação é o salário mais elevado, mas é preciso pensar sobre o assunto e considerar alguns pontos importantes antes de atuar como profissional PJ. A empresa de recrutamento, Catho, selecionou 5 pontos principais, Veja:

 
 
1-Contratos
Ao se tornar um PJ, o profissional irá trabalhar como prestador de serviços e seus trabalhos serão acordados por meio de contratos. Para isso, é fundamental prestar atenção aos detalhes do contrato, se possível analisar o documento com a ajuda de um advogado. Caso o profissional julgue necessário, ele pode sugerir modificações ao contratante.


 
 
2-Previdência privada     
Um profissional registrado pelo sistema de CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) recebe vários benefícios como seguro-desemprego, convênio médico, vale transporte, vale alimentação, etc. Em contrapartida, um profissional PJ, na maioria dos casos, recebe apenas o seu salário e deve planejar a sua vida para arcar com todas as despesas. Investir em uma previdência privada é uma garantia de um dinheiro extra, caso ocorra algum imprevisto.


 
 
3-Contrate um contador
Um profissional PJ deve quitar vários custos extras e pagamentos de tributos junto ao governo. Além disso, quando alguém abre uma empresa, um responsável deve ser contratado para fechar as contas mensais dela, e, para isso, um contador deve ser consultado.


 
 
4-Negociação
Em muitos casos, uma pessoa deixa de ser registrada em uma empresa a passa a ser PJ no mesmo local. Geralmente, essa situação ocorre por pedido da própria empresa, e, com isso, fica mais fácil negociar alguns benefícios. Se a situação não for esta, vale negociar algum benefício adicional, ou reavaliar o salário pretendido.


 
 
5-Entenda e faça entender a sua posição
Um profissional PJ presta serviços, por isso não há mais subordinações. Os serviços que ele vai executar deve estar especificado em contratos e nada além do que foi determinado deve ser solicitado pelo contratante.
 
 
 
Com informações de Catho
 



Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar