E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

6 formas de otimizar a experiência mobile do cliente

03/11/2014 Por: Editorial Dom Bosco


As estatísticas comprovam e a mensagem é clara: as pessoas estão comprando em seus smartphones e tablets mais e mais a cada dia. Nos Estados Unidos, o mobile commerce:

- Cresce 3 vezes mais que o e-commerce (BI Intelligence)

- Cresceu 48% alcançando $8 bilhões de dólares em 2014 (U.S. Census Bureau/comScore)

- Cresceu 113% em compras feitas por smartphones e 86% em vendas de tablets em 2013 (Shop.org)

- Enquanto as de dispositivos móveis ultrapassam as compras de desktop; e enquanto as taxas de conversão das compras realizadas por smartphone ainda são baixas (1%) ou menos para muitos varejistas. Por quê? 80% dos compradores dizem abandonar o site mobile se tiverem uma experiência ruim (Limelight)

Para aproveitar as vantagens dessa oportunidade, empreendedores do varejo online precisam oferecer aos seus consumidores uma experiência excelente de compra. Embora existam muitas maneiras diferentes de lidar com diferentes formatos de dispositivos, como sites dedicados para mobile ou tablet ou até mesmo uma reforma completa do website através do design responsivo, não há uma solução única para todos os tipos de negócio. Apesar disso, existem algumas dicas que podem ajudar você a otimizar a experiência mobile de seus clientes. Veja:
 

1. Velocidade importa
Cerca de metade dos consumidores esperam que uma página na web carregue em menos de dois segundos segundo a KISSmetrics. Lembre-se que existe diferenças entre o que o computador calcular como peso/tempo de carregamento da página e o que o usuário vai considerar como velocidade. Otimizar as página para “visualmente completo” – ou a percepção do usuário de quando a página está completa – e otimizar o carregamento da página criam uma boa experiência para o cliente. Dica: Use o Google Page Speed Insights para comparações em geral e o WebPageTest para comparações visuais.

O tamanho da imagem também importa: Certifique-se que o tamanho das imagens está adequado e lembre que mesmo as imagens escondidas via CSS também serão carregadas na visualização mobile. Se você tiver um site responsivo, faça uso do conditional loading (imager.js) ou do dynamic compression (e.g. Akamai ION product line) para certificar-se que os usuários não estão baixando bytes desnecessários. Tim Kadlec descobriu que usar uma técnica responsiva de imagem há uma economia de mais de 70% de peso da imagem.
 

2. Reduza o atrito e os ruídos da compra

Taxas de conversão são em média quatro vezes maiores para pessoas que usam o sistema de buscas do site. Além disso, o tipo de visitantes que usa o campo de busca está demonstrando intenção clara e estão mais propensos à compra (PFSweb). Usuários mobile são especificamente mais propensos a usarem a busca, por isso certifique-se que o campo de busca do seu site está localizado em um lugar “óbvio”, próximo ao topo da página. Ferramentas que facilitam o fluxo de compra do cliente incluem:

Rich Auto Complete – Facilite o processo de digitar os termos de busca em telas pequenas dos dispositivos móveis adicionando o componente “rich auto complete” no campo de busca do seu site. A partir de análises preditivas (tecnologia que permite agrupar informações em um registro) é possível sugerir palavras-chave e produtos, conforme o usuário digita o termo de busca, o que faz economizar o tempo do consumidor e é uma boa forma de reduzir pontos de atrito da compra.

Soletrando sugestões – Uma das dificuldades que surgem com as compras via dispositivos móveis é o uso do teclado pequeno, que faz com que alguns compradores sintam dificuldades para digitar no palavras corretamente. Empregue regras de auto-correção ou sinônimos para palavras com erros ortográficos. Essas regras criam links entre palavras para mostrar os produtos corretos quando uma palavra é digitada errado ou quando um termo diferente ou gíria é usado.

Avaliações e mídias sociais – Mostre avaliações e comentários nos resultados de busca de seus produtos. Ofereça essa opção no site para que os clientes não precisem sair da sua página para procurar por produtos. Mais consumidores estão usando as redes sociais para obterem ideias de presentes ou encontrar novos itens que gostariam de comprar. Certifique que você está atendendo seus visitantes mobile permitindo que eles compartilhem seus produtos favoritos de forma fácil em suas redes sociais.
 

3. Dispositivos sensíveis ao toque

Ao definir o design para dispositivos sensíveis ao toque é importante lembrar o padrão de tamanho do dedo e polegar humano. O padrão de toque para dedos indicadores é de 57 pixels e para polegares é de 72 pixels. Se você adotar padrões menores que esses o usuário pode se frustrar e até clicar em links errados. Além disso, não force o usuário a “pescar” o conteúdo ou ter que aumentar o tamanho da tela (através do zoom) para visualizar as páginas, isso também leva à uma experiência negativa do usuário.

 
Um erro bastante comum no desenvolvimento mobile é tentar transpor as features do desktop diretamente para o dispositivo mobile. Com os dispositivos sensíveis ao toque, o usuário não está navegando na página com cursor do mouse então é importante ter em mente que funções como rolagem do mouse não são positivos para a experiência em mobile. Na melhor das hipóteses, o usuário vai ter que clicar várias vezes no mesmo item para conseguir abrir o link, na pior, ele não vai conseguir clicar no item de jeito nenhum. De acordo com Thomas Fuchs, “A forma mais fácil de lidar com isso é simples: não use a rolagem nos dispositivos sensíveis ao toque”.

 
4. Facilite o checkout
Empresas de e-commerce inteligentes criam o menor número possível de etapas no checkout mobile. Quando você oferece um checkout simples e rápido o cliente estará mais propenso à finalizar a compra. Para facilitar o checkout e aumentar sua velocidade veja algumas dicas:

- Reduza o tamanho do formulário de cadastro (o ideal é que ele contenha menos de 6 campos); se for um checkout de múltiplos passos, mostre o progresso do checkout;

- Alinhe os formulários no topo da página para facilitar a leitura enquanto o usuário digita

- Permita o checkout para convidados (para reduzir os atritos)

- Opções de pagamento como PayPal/Google Wallet também facilitam o processo
 

5. É hora de lutar contra os pop ups (no Desktop e Mobile)

Existem inúmeras pesquisas que mostram que os pop ups são inúteis. É bastante improvável que os visitantes do seu site tenham tempo para ler cada slide ou interagir com eles. Dê uma boa olhada no seu analytics e avalie se o tempo extra de download e tela estreita estão conferindo valor para seu consumidor ou simplesmente satisfazendo as vontades da empresa. Ao invés de pop ups:

- Mostre itens de venda relevantes ou personalize ofertas baseadas nas estações do ano ou geolocalização.

- Mostre aos clientes que voltaram à sua loja algo baseado na afinidade de compras ou últimas compras.

- Permita o “banner blindness” e foque no que você realmente quer que o cliente faça
 

6. Sem testes você está apenas chutando

As expectativas do consumidor mobile estão envolvidos em mudanças constantes, por isso adaptar-se a essas demandas é fundamental para o sucesso em um cenário altamente competitivo do e-commerce. Testes de performance, sejam eles A/B ou variados podem identificar se uma determinada ação ajuda ou atrapalha e é a melhor forma de saber quais delas melhoram suas taxas de conversão. Observando o que seus concorrentes fazem e as melhores práticas do mercado são apenas os pontos de partida, você também precisará saber como seu público responderá.



Com as informações: e-commerce brasil
Artigo por Jason Miller


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar