E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Como saber se estou fazendo certo a gestão do conhecimento da empresa?

28/02/2019 Por: Editorial Dom Bosco
 gestao do conhecimento


Jerônimo é aquele funcionário ‘faz tudo’, entende todas as atividades da empresa, sabe de todos os clientes e consegue resolver todos os problemas - simplesmente, perfeito! Porém, após comer coisas diferentes no final de semana ele ficou com intoxicação alimentar, recebendo atestado para ficar alguns dias repousando. Foi só isso acontecer e a empresa virou um verdadeiro caos; ninguém sabia de nada e os erros começaram a fazer parte da rotina. Essa é uma empresa que possui pouca ou quase nenhuma gestão do conhecimento!


O exemplo acima não é de uma realidade tão distante das empresas, considerando que costumam oferecer a gestão da informação e não a gestão do conhecimento. Ou seja, as pessoas podem até saber das coisas que acontecem na empresa, mas não as entendem. Assim, a vida nessas corporações é construída com base no “disse que me disse” e não no que realmente acontece.


Veja também: Gestão de Pessoas na Era do Conhecimento Organizacional


Os colaboradores na empresa do Jerônimo talvez entendam que problemas acontecem, que eles são resolvidos, o que a empresa ‘basicamente’ faz, mas são só informações. Como não possuem o mesmo conhecimento que o de Jerônimo, não possuem capacidade de gerir tudo com a mesma qualidade que ele.


Pense que ainda estamos assumindo apenas o ponto de vista da empresa, mas imagine a visão do Jerônimo sobre tudo. Sem dúvida, ele é uma pessoa que está bastante sobrecarregada, carregando a “empresa nas costas”!


Viu como gerir o conhecimento de forma integrada é tão fundamental? Isso se você não quer que seu negócio acabe com apenas a ausência de uma única pessoa, só em uma semana.


Partindo do entendendimento que o conhecimento das empresas está na mente dos colaboradores, esse não deve ser concentrado em apenas algumas pessoas, mas em todos os que nela estão presentes. A boa gestão do conhecimento entende que quanto mais competentes estiverem seus colaboradores, quanto mais suas mentes estiverem desenvolvidas, mais bem-sucedida ela será - até porque empresa não é um prédio físico, mas um conjunto de indivíduos.



Conhecendo o Conhecimento


Conhecimento não é só uma mera palavra para dizer que uma pessoa tem profundo entendimento de algo. Ainda é preciso entender e dividir este entendimento em dois tipos de conhecimento:


Conhecimento tácito - está integrado a experiência de vida de cada pessoa, sendo a junção de tudo aquilo que ela conheceu e sentiu ao longo de seu desenvolvimento como ser-humano; assim, ela é totalmente subjetiva e de extrema relevância para determinar o comportamento que essa pessoa irá adotar perante os acontecimentos;


Conhecimento explícito - tudo aquilo que está declarado e que não acontece de forma isolada de um indivíduo para o outro; todos entendem que aquilo é “assim” e não “assado”, como as Leis e normas.



Resultados da gestão do conhecimento


Os resultados são infindáveis e os que mais chamam atenção nas empresas que fazem a gestão do conhecimento, são:


Pensamento mais estratégico;

Aumento da produtividade e economia;

Sentimento de pertencimento;

Trabalho em equipe mais produtivo;

Mentes mais pró-ativas e inovadoras.


Quer aprender a forma certa de começar a aplicar a gestão do conhecimento em seu dia-a-dia? Vem fazer nosso curso de extensão na Gestão de Pessoas na Era do Conhecimento Organizacional.

 

E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades



Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar