E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Dicas da neurociência para melhorar a concentração e estimular a criatividade

04/09/2015 Por: Vanessa Cagliari

Dicas da neurociência para melhorar a concentração e estimular a criatividade

Manter-se focado e criativo em meio à tantas distrações como internet e smartphones é um desafio constante para muitas pessoas. Mas usando a tecnologia com bom senso, ferramentas como aplicativos e softwares podem ser grandes aliados para a concentração. O problema está no mau uso destes dispositivos, uma vez que muitas pessoas desenvolveram uma relação de dependência com a tecnologia. Para te ajudar a melhorar sua capacidade de concentração e criatividade no trabalho, selecionamos dicas da neurociência, com base em pesquisas científicas. Confira:


 
Escute música, mas não a sua favorita

Escutar música pode te ajudar a relaxar e, consequentemente, ter concentração, uma vez que o som bloqueia ruídos do ambiente. Mas, segundo pesquisadores de Taiwan, é melhor ouvir canções que você já conheça, pois seu cérebro pode se distrair tentando analisar uma música totalmente nova. Além disso, os cientistas descobriram que sentimentos positivos ou negativos pela "trilha sonora" tiram o foco do trabalho.



 
Permaneça alimentado e hidratado

Manter-se alimentado e hidratado é fundamental para manter a concentração nos estudos e no trabalho. Basta ingerir uma fruta ou beber um suco. O importante é fornecer energia suficiente ao seu organismo. Além disso, água também mantém o cérebro em bom funcionando, segundo um estudo realizado por pesquisadores ingleses, que revelou que pessoas com sede demoram mais tempo para concluir tarefas do que aquelas que estão bem hidratadas.

 
 
 
Movimente-se

Segundo uma pesquisa da University of Illinois (EUA), exercícios físicos aeróbicos podem desenvolver regiões do cérebro ligadas à memória e à atenção. Em pouco tempo, os benefícios já podem ser percebidos: a velocidade de processamento de informações aumenta após trinta minutos de exercícios moderados, segundo o pesquisador do estudo ouvido pela ABC News.



 
Durma tempo suficiente

O médico norte-americano, Daniel Amen, afirmou à revista Men's Health que pessoas que dormem, no mínimo, sete horas por noite apresentam atividade cerebral bastante superior à daquelas que passam menos tempo dormindo. Tirar sonecas também pode contribuir para a melhora na concentração durante o dia. De acordo com um estudo realizado por pesquisadores australianos, jovens adultos que dormem por um período de 90 minutos após o almoço apresentam ganhos em memória e ótima capacidade de aprendizado.



 
Escreva à mão

Por conta das facilidades que a tecnologia proporciona, muitas pessoas esquecem de escrever manualmente. Porém, existe uma grande vantagem em anotar suas ideias usando o antigo método. De acordo com pesquisadores das universidades da Califórnia e Princeton, quem escreve à mão tem mais facilidade de memorizar e compreender as informações do que quem as digita. Isso porque o processamento de dados ocorre de maneira mais superficial ao se usar o teclado.
 
Com informações de Exame
 
 


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar