E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Dicas para melhorar a gestão logística de e-commerces

19/07/2016 Por: Vanessa Cagliari

Dicas para melhorar a gestão logística no e-commerce

Para manter a saúde financeira da empresa sempre em bom estado, é necessário adotar algumas técnicas para otimizar a gestão dos recursos financeiros e do corte de gastos. No caso dos investimentos em logística não é diferente: o empresário precisa saber o quanto ele vai gastar com armazenagem, transporte, recursos humanos, etc.
 
 
De acordo com Juca Oliveira, CEO & fundador da B2Log, empresa prestadora de serviços logísticos, ao analisar o perfil dos mais de 100 sites de comércio eletrônico que a empresa já atendeu, a gestão de perdas é realizada de forma ineficiente, na maior parte dos casos.
 
 
Isso porque, em geral, os empresários estão focados em questões relacionadas à compra de matéria prima, atendimento ao cliente e funcionários, deixando de fazer a gestão dos custos logísticos. Para ajudar a melhorar essa técnica, o especialista pontuou algumas dicas para melhorar a gestão de custos em logística no e-commerce. Veja:


 
 
Armazenagem
O gasto com armazenagem é um investimento feito para que o negócio possa fazer a gestão de suas matérias primas e seus produtos de forma adequada. "Dentro deste bolo, estão o aluguel do próprio galpão, recursos humanos, pallets, móveis, etc", conta Juca.
 
Para o especialista, as estratégias utilizadas precisam ser acompanhadas de uma avaliação minuciosa que envolva as diversas áreas da gestão, pois um planejamento eficiente para a armazenagem pode ser decisivo na competitividade de um e-commerce.


Além disso, é necessário mensurar o custo com estocagem, ter um controle eficiente e definir estratégias para aprimorar esta etapa, pois é onde pode ocorrer o maior impacto na gestão de logística. Conforme explica Oliveira, uma dica para e-commerces de pequeno e médio portes que querem reduzir custos é considerar um modelo de armazenagem misto deslocando parte do estoque para um Centro de Distribuição Urbano.  
 
 
 
Transporte
Em geral, na gestão de custos com transporte são analisados somente os valores referentes ao frete, porém existem outros pontos que precisam ser considerados, principalmente quando há frota própria. Por exemplo: qualquer movimentação fora da empresa é considerada como custo com transporte. Nesse pacote, entram os gastos com pneus, combustíveis e a perda de oportunidades relacionadas aos veículos, que será explicada no próximo tópico.
 
 
De acordo com Oliveira, uma dica importante é analisar com cautela os benefícios e vantagens de terceirizar o serviço de entrega na última milha para uma empresa de e-commerce, como por exemplo, uma plataforma de frete.


 
 
Oportunidade
Segundo Juca, o custo de oportunidade acontece quando a empresa deixa de receber juros quando existe capital ativo patrimonial imobilizado. Como no Brasil os juros estão muito elevados, o custo de oportunidade integra as primeiras posições no ranking mundial.
 
Um outro custo relacionado que deve ser analisado é o de depreciação dos veículos, que, geralmente, é integrado aos custos fixos. "Trata-se de um exemplo claro de custos logísticos a serem geridos e repassados às mercadorias, mas que nem sempre são considerados", explica Oliveira.
 
 
 
 
 
Recomendado para você:
 
>Como posso melhorar a logística do meu negócio?
 
>Setor de logística gera demanda por novos profissionais e oferece altos salários.
 
 

Com informações de E-commerce Brasil


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar