E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Educação a Distância e a Democratização do Ensino

02/12/2014 Por: Editorial Dom Bosco
Por Adriana Franzoi Wagner
 
Descrição: http://ava.domboscoead.com.brhttp://ava.domboscoead.com.br/_arquivos_fck/Adriana%20Franzoi%20Wagner.jpeg
Adriana Franzoi Wagner
Mestre em Saúde e Meio Ambiente e graduada em Administração de Empresas, ambas as formações na Universidade da Região de Joinville - UNIVILLE. Consultora técnica nas áreas de pesquisa e conhecimento em: administração, gestão escolar, educação presencial, educação a distância, meio ambiente, agenda 21, e, gestão do conhecimento. Coordena o curso de graduação em Administração (presencial e a distância) da FACULDADE DOM BOSCO - Grupo SEB (em Curitiba/PR). Experiência profissional na área educacional há 13 anos.
 
 
            Sabemos que a Educação é tema de grandes discussões e a preocupação com seu desenvolvimento é constante em toda a sociedade, desde o século XIX, com o crescimento das indústrias, surgimento de tecnologias, a educação escolar faz parte do planejamento de qualquer governo.
               “É fácil verificar que os países mais bem posicionados na chamada - nova economia - baseada intensivamente no conhecimento, são justamente aqueles em que há maior acesso à educação – e onde essa atividade é desenvolvida de maneira mais qualificada” (MORAES, 2010, p. 10).

               Dessa forma, admitimos que uma nação bem desenvolvida tem como base uma estrutura educacional sólida, capaz de gerar riquezas para o país. O desenvolvimento da economia é hoje baseado no conhecimento. Diante disso, é imprescindível a qualquer nação, administrar eficientemente a educação. Um dos principais desafios da educação é o acesso da população à escola, ainda existem pessoas sem acesso a educação, e quando têm a situação geralmente é precária, as mudanças constantes nas técnicas de trabalho, obrigam os profissionais a atualizar-se o tempo todo.

               O objetivo da Educação está relacionado com as diferentes culturas em que estão inseridas as pessoas, cada um possui um comportamento individual específico e possui seus próprios objetivos. Não há um modelo de educação definido, pois este varia de acordo com a sociedade em que ocorre. De modo geral, educar desenvolve potenciais humanos, visando facilitar a socialização, principalmente na sociedade atual onde é fundamental relacionar-se constantemente para garantir a sobrevivência, adquirindo conhecimentos valorizados no mercado de trabalho.

            Entendemos que para viver em sociedade, alcançar conhecimentos específicos é fundamental para obter progressos pessoais e profissionais que só podem ser galgados por meio do processo educacional aliado aos objetivos e a capacidade do homem possibilitando a ele ter uma vida de acordo com sua realidade expressando-se como pessoa útil e cooperadora. Como consequência, a sociedade desenvolve-se, visto que é o homem o principal agente das transformações sociais.
 

               Para atender a essas demandas, surgem métodos modernos de educação que podem solucionar o problema de acessibilidade e contribuir em diversas outras situações além das que já foram citadas: a Educação a Distância (EaD).
A Educação a Distância (EaD) existe desde o século XIX na Europa em países como o Reino Unido, França  existiam instituições que ensinavam por correspondência, enviavam material didático impresso, e mais tarde com o desenvolvimento tecnológico junto, enviavam material de áudio e vídeo. Após a mudança da correspondência para recursos virtuais, a EaD disseminou-se.

Atualmente a demanda por constante aprendizado em um tempo curto na vida das pessoas, faz da EaD uma alternativa de estar sempre atualizado profissionalmente dentro de suas possibilidades adequando o estudo à sua realidade cotidiana já que é uma modalidade que minimiza espaço e alcança longas distâncias. Logo, cidades pequenas onde a oferta de ensino é baixa, a EaD torna-se uma alternativa para minimizar esse problema.


Educação a distância

           
O alcance da EaD é um fator positivo capaz de colaborar para atender demandas que não têm alcance à educação. Atende aqueles que não dispõem de tempo necessário para se aperfeiçoar. A EaD pode ser considerada um fator de desenvolvimento da educação, pois não se trata apenas de utilização de recursos modernos e práticos, trata-se de organizar as atividades de ensino de diferentes formas objetivando sempre o estímulo do estudo independente.

A prática da educação a distância difere dos demais modos de ensino pois deve atentar-se com cuidado na promoção da autodisciplina do estudante, criar formas que instiguem a capacidade de autoinstrução do aluno. Dessa forma, a equipe de professores e técnicos precisa construir eficientemente os elementos fundamentais da EaD que são: a criação dos programas, os materiais eletrônicos, as provas, os programas de interação (fóruns de discussão, chats), entre outros.

A EaD tem uma dimensão globalizante e integradora, não no que se refere a produtos, mas sim a processos, métodos e técnicas, o que caracteriza seu papel de mediadora em uma relação na qual o professor e aluno estão fisicamente separados. Nesse sentido é importante, a nível pedagógico, uma comunicação bidirecional, mediatizada mediante tecnologias adequadas, que busque a formação integral dos alunos, de forma que se transformem em construtores do seu próprio conhecimento e não em meros receptores de informações (CARRARO e ROSA, 2013, p. 41).

            Além dos benefícios já citados, a EaD oferece diversidade na oferta de cursos ao aluno, que não seriam possíveis em aulas presenciais devido ao limitado número de cursos de uma cidade ou problemas de deslocamento para acesso ao mesmo, possibilita também uma democratização do acesso à instrução caminhando para a Inclusão Digital, pois pessoas com deficiência física, utilizando as devidas ferramentas tecnológicas, têm a chance de obter qualificação profissional com maior facilidade.

            Dessa forma, é evidente que a EaD pode contribuir para minimizar problemas sociais e ampliar o acesso à Educação, mas isso será possível desde que o planejamento possa ser eficiente e eficaz, e vise atender com qualidade as expectativas, principalmente dos alunos.

            Caro discente, pense nessa nova modalidade que está a sua disposição e em todas as vantagens que essa educação que proporcionará!


 
____________________
REFERÊNCIAS
 
CARRARO, Patrícia Rossi. ROSA, Caroline Petian Pimenta Bono.  Análise da produção científica sobre a educação a distância no brasil, em periódicos de 2000 a 2010. Revista Científica Eletrônica UNISEB, Ribeirão Preto, v.1, n.2, p. 38-53, agos/dez. 2013. Disponível em: < http://uniseb.com.br/presencial/revistacientifica
/arquivos/jul-4.pdf>. Acesso em: 18 nov. 2014.
 
MORAES, Reginaldo C. Educação a distância e ensino superior: introdução didática a um tema polêmico. São Paulo: Senac, 2010.

Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar