E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Educação inclusiva nas escolas e os profissionais especializados

18/10/2018 Por: Editorial Dom Bosco
educação inclusiva

A educação inclusiva gera muita discussão quando o assunto é qualidade educacional. Alguns apoiam e outros discordam com a ideia de que pessoas com deficiência sejam inseridos em uma sala com pessoas que não possuam limitações. Independentemente de estar ou não à favor, o fato é: educação inclusiva nas escola é obrigação. O que devemos questionar não é Lei e sim as condições disponíveis para que ela seja cumprida, e é nesse ponto que entra a necessidade de profissionais especializados.


Segundo as normas voltadas a educação nacional, dispostas na constituição, podemos encontrar no artigo 59 da Lei 9.394/96:


Art. 59 -  “Os sistemas de ensino assegurarão aos educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação:          (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013)


I - currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e organização específicos, para atender às suas necessidades;


II - terminalidade específica para aqueles que não puderem atingir o nível exigido para a conclusão do ensino fundamental, em virtude de suas deficiências, e aceleração para concluir em menor tempo o programa escolar para os superdotados;


III - professores com especialização adequada em nível médio ou superior, para atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração desses educandos nas classes comuns;


IV - educação especial para o trabalho, visando a sua efetiva integração na vida em sociedade, inclusive condições adequadas para os que não revelarem capacidade de inserção no trabalho competitivo, mediante articulação com os órgãos oficiais afins, bem como para aqueles que apresentam uma habilidade superior nas áreas artística, intelectual ou psicomotora.”



A realidade nem sempre cumpre o exigido...

Segundo O Globo, em 2017 o número de alunos com deficiência matriculados foi de 827.243, apenas no ensino básico. Embora a constituição exija uma adequação ao ensino inclusivo, são poucas as escolas preparadas. Um número divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) assusta: mais de 40% de estudantes com deficiência, não tinha acesso a um ensino especializado. Fora questões de estrutura, profissionais qualificados, é uma dessas carências.



O que envolve uma educação inclusiva de qualidade?

O profissional especializado em educação inclusiva, deve estar preparado para promover um ensino personalizado para todos os alunos, fazendo com que pessoas com deficiência recebam um ensino personalizado e consigam acompanhar os avanços de sua turma. Dentre as competências do docente na inclusão, é necessário conhecimento da Psicologia, Psicomotricidade (influência das condições motoras no aprendizado), Legislações Inclusivas e obviamente, ter uma didática bem desenvolvida.


A pós-graduação em Educação Inclusiva da Unidombosco desenvolve um profissional analítico, que seja competente para desenvolver planejamentos de ensino eficazes para alunos com deficiência. Dentro da grade curricular, o aluno da Universidade encontrará: Psicologia do Desenvolvimento, Legislação e Políticas Públicas em Educação Inclusiva, Tecnologia Assistiva e muitos outros temas para a formação completa em inclusão.


Especializados em educação inclusiva têm sido cada vez mais reconhecidos e necessários dentro das instituições de ensino. Como professor, os salários podem variar entre R$ 2.408 a R$ 5.357 segundo o Love Mondays. No entanto, devido a sua competência didática e analítica, profissionais de educação podem atuar em outros campos fora a licenciatura.


Com a Unidombosco é possível saber tudo sobre o assunto em apenas 6 meses. Venha fazer sua pós-graduação conosco e receba um certificado reconhecido pelo MEC ao final do curso. Veja e experimente grátis!



pós-graduação educação



E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades



Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar