E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Entenda como começar a investir no mercado de ações

24/04/2015 Por: Daniel Fernandes
duvidas bolsa de valores

Investir na bolsa de valores é um assunto que parece muito confuso, principalmente, para os iniciantes. Geralmente, esse assunto desperta a atenção de quem está procurando outras alternativas para investir e ganhar dinheiro. Em primeiro lugar, é necessário ter em mente que, investir em ações, é investir em empresas e que a maturação dos investimentos levam tempo. Portanto, é bom pensar nesse tipo de investimento como a longo prazo.



Em segundo lugar, entrar no mercado de ações significa também "aprendizado", pois, antes de investir qualquer centavo, é necessário entender que, para ganhar dinheiro na bolsa de valores, você deverá estudar técnicas de análise, tipos de investimento e operações que pode realizar. Os profissionais que fazem isso, não avaliam somente os números da empresa, mas, antes de tudo, os aspectos qualitativos, como: gestão, concorrência e mercados.



Outro ponto importante é que a bolsa é um tipo de investimento arriscado. Isso quer dizer que, ao longo do tempo, poderá ter ganhos ou perdas. Portanto, não é uma boa ideia investir todo seu dinheiro, ainda mais se for iniciante. De acordo com Diego Wawrzeniak (do blog Bússola do Investidor) os passos para começar no mercado de ações são:
 

Perfil de Investidor
Não basta apenas analisar e escolher as ações que parecem ter um bom desempenho, é preciso também saber qual seu perfil de investidor.
Os investidores são separados em 3 tipos de perfis, que podem variar conforme seus objetivos e o tempo que deseja deixar o dinheiro investido:



Perfil Conservador - pouca tolerância à riscos
Pessoas que preferem aplicações seguras e gostam de utilizar o dinheiro a curto prazo (por exemplo, 1 ano). Preferem não sofrer perdas.



Perfil Moderado -  tolera algum risco
Buscam mais rentabilidade que o perfil anterior, mas sem se arriscar muito. No geral, procuram equilíbrio entre os diferentes investimentos.



Perfil Arrojado - sabe lidar com riscos
Como o próprio nome já diz, esse é o perfil agressivo e, no geral, são pessoas mais jovens que tem como objetivo crescer seu patrimônio a longo prazo.
O perfil de investir não é constante, ele pode variar, dependendo das suas metas e objetivos em um determinado momento.


 
Como funciona a bolsa de valores?
Quando você compra ações de uma empresa, está adquirindo um pedaço da sociedade daquela corporação. Sendo assim, você passa a receber parte dos lucros e, se empresa crescer, as ações se valorizarão na bolsa de valores.
A corretora de valores ajuda investidores a decidir em qual empresa investir. A instituição financeira faz a ponte entre você e a bolsa de valores na hora da compra de ações. Também oferece orientação financeira, com base em seu perfil e objetivos.



 
Como investir na bolsa de valores?
O primeiro passo é abrir conta em uma corretora de valores. Elas estão preparadas para negociações no sistema eletrônico da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Além disso, as corretoras oferecem diversas informações para ajudar seus clientes: análises das melhores ações, indicações de compra e venda e até mesmo cursos educacionais.


Por meio dela, você terá acesso direto à diversos investimentos, além de poder investir em qualquer ativo negociado na bolsa de valores, assim como a possibilidade de investir em títulos do Tesouro Direto.
O famoso “Home Broker” é a plataforma online da corretora para enviar suas operações pela internet.


Caso não queria fazer o trabalho sozinho, você pode contratar um gestor profissional investindo em um Fundos de Investimento em Ações (FIA).
Grandes bancos costumam oferecer este tipo de serviço, mas existem diversos gestores independentes que oferecem esses serviços. Neste caso, o gestor do fundo é quem decide quando e como investir. Em médio, o gestor cobra 2% ao ano sobre o valor investido.



Corretoras e Empresas
O próximo passo é escolher a corretora e a empresa que quer investir.
No caso da corretora, analise alguns fatores antes de abrir sua conta, como: preço, atendimento, ferramentas e serviços.


Já no tipo de empresa que deve investir, você deve analisar qual é o potencial de crescimento da empresa, se o risco operacional dela é compatível com seu perfil de investidor, se ela é lucrativa e sua margem de lucro. Por fim, analise se a empresa é bem administrada.



Agora que você sabe o básico sobre o mercado de ações, pense se esse é um mundo que gostaria de entrar. Caso positivo, é aconselhável estudar mais a fundo antes de qualquer decisão. A experiência pode ser adquirida com leitura, estudo, pesquisa e com dicas de outros investidores.




Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar