E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Estratégias de Marketing: O que é experiência de compra?

23/08/2018 Por: Editorial Dom Bosco
Entenda como é a experiência de compra no varejo e como isso pode te ajudar

experiencia de compra

Você precisa comprar um sabão em pó, mas quando chega ao corredor de produtos de limpeza dentro do supermercado, tem um sério problema: não sabe qual marca de sabão em pó escolher - são muitos! Este cenário retrata a necessidade de estratégias de Marketing focadas na experiência de compra. Mas afinal, o que é experiência de compra?


Voltando ao cenário decisivo onde você tem de escolher entre várias marcas de sabão em pó, que até o momento é um produto que não oferece tantos diferenciais - fora lavar roupas - pode o deixar sem base para fazer julgamentos sobre qual é o melhor. Obviamente, nestas situações, julgamentos por preço e tradição, costumam ocorrer. Mas suponhamos que no momento da escolha, uma das prateleiras começasse a soltar bolhas de sabão, tocasse uma música campestre, propagasse um aroma de limpeza, e tivesse uma embalagem com uma textura diferente. Ainda seriam todos os sabões em pó iguais?


Se a sua resposta à questão anterior foi “não”, você já conseguiu visualizar o poder da experiência de compra do cliente.



A palavra ‘experiência’ tem se tornado cada vez mais potente e comum, sendo definida no mercado por muitos estudiosos como o desempenho de ações que consigam trabalhar com os 5 sentidos humanos (tato, olfato, paladar, visão e audição), emocionando o cliente e fornecendo conexões com suas preferências e referências de estilo de vida. Assim, destacar-se no mercado tem sido sinônimo de inovar e oferecer algo que faça o consumidor levar para casa algo além do que está sendo claramente vendido. Diferente de preço e qualidade, a experiência não é vista, mas sentida pelo cliente.



Oferecer sensações e não apenas bens de consumos aos usuários, se torna uma vantagem competitiva - quando bem usada. É muito importante ficar atento com os impactos que determinada ação terá em um público, pois se não for interessante e pertinente, pode acabar manchando a imagem da empresa. Como trabalhar com o sensorial tem se tornado cada vez mais inteligente, o mercado tem denominado tais ações como estratégias de Marketing Sensorial.



Assim como qualquer outra ação, trabalhar com o emocional de seus consumidores não supre defasagens de serviço ou produto, sendo assim, de nada valeria o sabão em pó citado no início do artigo fazer um verdadeiro show de visual merchandising e não cumprir com sua função básica, o que tornaria todos aqueles investimentos de comunicação inúteis. Então, antes de investir em sensorial, cuide e analise os itens básicos dos 4P’s de marketing: preço, praça, promoção e público. Se todos os itens estiverem corretos e funcionando, parta para a estratégia criativa.     




cursos pos marketing

E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades



Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar