E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Facebook desafia YouTube e dividirá receita de vídeos com criadores

03/07/2015 Por: Vanessa Cagliari
Facebook desafia YouTube e dividirá receita de vídeos com criadores

O Facebook anunciou, no dia 2 de julho, que passará a dividir a receita de publicação de vídeos online com os autores dos conteúdos. A decisão representa uma possível ameaça ao YouTube que mantém um império no mundo dos vídeos. O modelo de publicidade está em fase de teste e faz parte dos "Vídeos sugeridos", uma espécie de "feed" de notícias.



Funcionará da seguinte maneira: ao clicar em um vídeo sobre um determinado tema no Feed de Notícias, o usuário será redirecionado ao novo "feed" para assisti-lo, além disso a página vai sugerir também outros vídeos sobre o mesmo assunto.


 
A partir disso, o Facebook poderá oferecer aos autores dos vídeos, uma parcela de 55% da receita decorrente da propaganda associada à visualização dos anúncios. Os autores de vídeo serão remunerados de acordo com a duração dos anúncios que serão inseridos entre os clipes. O Facebook não informou o valor dos anúncios de vídeo. O som será ativado de forma automática para os anúncios, o que não ocorre atualmente.


 
Com o objetivo de se diferenciar do YouTube, site que oferece um modelo de distribuição de recursos semelhantes (55% para autores, 45% para a plataforma), o Facebook planeja inserir os anúncios depois de assistir a vários vídeos, diferente do YouTube que inseriu anúncios no início do primeiro vídeo, assim como anúncios sobrepostos. A rede social de Mark Zuckerberg também quer disponibilizar clipes personalizados.



 
O mercado mundial da publicidade online é um segmento de rápido crescimento: o valor gasto pelos anunciantes nesse mercado deve chegar a US$ 7,7 bilhões nos Estados Unidos em 2015, contra US$ 5,81 bilhões em 2014, de acordo com a eMarketer, empresa especializada em pesquisas de mercado. Já o YouTube espera acumular 25% desse total, ainda este ano. "Muitos de nossos parceiros disseram que esta será um grande motivação para começar a publicar muito mais conteúdo em vídeo no Facebook", afirmou Dan Rose, vice-presidente de parcerias do Facebookao site especializado Re/code.

 
Com informações de Exame
 
 
 
 

Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar