E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Feriados devem gerar mais de R$18 bilhões ao turismo nacional

24/03/2015 Por: Editorial Dom Bosco
Feriados devem gerar mais de R$18 bilhões ao turismo nacional

O impacto econômico de seis feriados nacionais, que emendam com fins de semana, será de R$ 18,66 bilhões para o setor de viagens e turismo do Brasil, de acordo com a projeção do Ministério do Turismo em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). Além disso, a pesquisa considerou um acréscimo de 20 dias para o calendário nacional de 2015.


 
Ao contrário de 2014, esse ano está repleto de feriados prolongados, para alegria de quem trabalha com o setor de turismo. Os feriados de 21 de abril (Tiradentes, terça-feira), 1º de maio (Dia do Trabalho, sexta-feira), 4 de junho (Corpus Christi, quinta-feira), 7 de setembro (Independência do Brasil, segunda-feira), 12 de outubro (Dia de Nossa Senhora Aparecida, segunda-feira) e 2 de novembro (Finados, segunda-feira) devem gerar, aproximadamente, 10,9 milhões de viagens domésticas extras por todo o país. O Carnaval, a Semana Santa, o Natal e o Réveillon não foram considerados no cálculo, pois são feriados já incluídos no Calendário todos os anos.


 
O ministro do Turismo, Vinicius Lages, disse por meio de nota que os feriados darão fôlego extra ao setor. "No ano passado foram feitas 206 milhões de viagens pelo país, um número recorde que temos condições de superar". O feriado que mais deve aquecer a economia do país é o de 12 de outubro, com R$ 3,44 bilhões.


 
A região Sudeste deverá registrar as maiores movimentações financeiras de viajantes impulsionada pelos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, destinos mais visitados do país. Com a realização de 2 milhões de viagens extras para o Estado de São Paulo, o faturamento pode chegar a R$ 2,27 bilhões. Já a expectativa de ganhos para o turismo do Rio de Janeiro é de R$1,16 bilhão em 883,3 mil viagens.


 
Além da região Sudeste, o Nordeste atrairá R$ 3,170 milhões das cerca de 10,9 milhões de viagens domésticas adicionais motivadas pelos feriados prolongados. A expectativa de impacto econômico para os destinos baianos é de R$ 1,2 bilhão por conta das 830 mil viagens e, no Ceará, de R$ 814,2 milhões devido a 585,3 mil viagens.  


 
Na região Sul, a maior parte do faturamento de turistas ocorre no Rio Grande do Sul, com R$1,9 bilhão e 691 mil viagens. O Norte contará com 819 mil viajantes com impacto de R$ 988 milhões e no Centro-Oeste, 1 milhão de viagens devem gerar R$ 1,19 bilhão.

 
 
Com informações do portal do Ministério do Turismo
 
 


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar