E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Gerenciamento de Projetos: o que é e para que serve?

02/11/2018 Por: Editorial Dom Bosco
 Gerenciamento de Projetos


Sabe a Torre Eiffel, Estátua da Liberdade, as Pirâmides do Egito, a primeira viagem no espaço e tantas outras realizações que marcaram - e ainda marcam - nossa história? Todas precisaram de uma gestão de projetos para acontecer. Com o tempo, o gerenciamento de projetos foi ganhando um aspecto mais profissional e inserindo alguns detalhes, que fazem toda diferença no resultado dos projetos.


Para o projeto ter sucesso e não causar o desperdício de recursos, é necessário que para seu início, exista um motivo. Por exemplo, os EUA fizeram investimentos para que o homem chegasse primeiro à lua no século XX, já que estavam em um período de forte disputa com URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas), pelo destaque na exploração e tecnologia espacial. A disputa envolveu amplas questões políticas e financeiras, que fortaleceram a potência norte-americana. Hoje, da mesma forma, para que um projeto funcione, ele precisa ter motivos que mereçam os recursos.


Decidida a necessidade da realização do projeto, é preciso respeitar as três etapas básicas: iniciação; planejamento; execução.



Iniciação do projeto


A iniciação é o momento para avaliar os recursos que serão utilizados no desenrolar de todo o projeto, bem como um cronograma detalhado com todas as atividades e responsáveis.  Esta primeira etapa deve conduzir as decisões futuras, já que é ‘aqui’ que você deverá esclarecer se terá ou não insumos básicos para conseguir iniciar o trabalho. E caso não tenha, este é o momento para “abortar a missão” ou partir para o plano B - que deve permitir a execução de algo mais palpável.



Planejamento do projeto


Objetivos, tipo de projeto e recursos definidos, entra o planejamento, que é a organização de todos esses dados e a adição de outras informações mais precisas, como “quanto custará cada processo” e legislação. O planejamento também inclui o tempo que cada atividade deverá ser realizada. Então, se uma ação é dependente de outra, elas devem ser traçadas neste ‘exato’ momento. Embora, o planejamento deva ser respeitado, ele não é uma “coisa engessada” e pode ser alterado conforme as circunstâncias.


OBS: é fundamental não esquecer de inserir no planejamento, os planos de contingência, ou seja, as soluções para possíveis problemas.



Execução do projeto


A execução é onde acontece a famosa “mão na massa”. Mas, não é hora de esquecer os itens definidos no planejamento, muito pelo contrário: é hora de respeitar tudo o que foi previamente definido. Alguns elaboram todas as questões teóricas e acabam não as usando na prática, o que é um perigo! Para que surpresas desagradáveis não acabem por levar tudo o que foi investido, até o momento, para o lixo, é importante respeitar tudo o que foi planejado.



Monitoramento e controladoria do projeto


Com diversas atividades para realizar, é natural se perder durante a execução, o que não tem tanto problema se existir alguém responsável por colocar o projeto “de volta trilhos”. Como quem fica responsável por monitorar e controlar o projeto deve estar à par de tudo o que está acontecendo, escolher uma pessoa exclusiva para essa atividade, é o mais aconselhado. Na maioria dos casos, quem fica com a função, é o próprio gerente.



Encerramento do projeto


Sim: encerrar o projeto também é uma etapa. O encerramento não envolve apenas abrir uma champagne e parabenizar os envolvidos na ação; envolve formalizar que todos os processos foram concluídos. Projetos contratados por terceiros, devem receber uma assinatura do contratante conscientizando o encerramento. Para que o fechamento possa ser bem aproveitado, é sempre importante definir os aprendizados durante todo o tempo, para que possam ser usados no futuro em outros projetos.  


Respondendo a pergunta inicial: “Gerenciamento de Projetos: o que é e para que serve?”, não fica a dúvida de que sua função é a conclusão com êxito dos projetos, para que possam se tornar rentáveis e memoráveis. Quer saber mais sobre o tema? Conheça a pós-graduação em Gerenciamento de Projetos da Unidombosco.


E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades



Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar