E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Importância da Psicomotricidade na Psicologia

03/03/2015 Por: Editorial Dom Bosco


A psicomotricidade tem como ponto primordial a visão do indivíduo como um todo. Consideramos as funções cognitivas, motoras, emocionais e sua interação com o psicossocial. Esse fato leva cada vez mais psicólogos utilizarem das técnicas de psicomotricidade.


 
Especialistas apontam que, hoje, devido ao grande processo de informatização que vivemos, as crianças estão se desenvolvendo de forma acelerada ao aprendizado tecnológico unidos com a violência, o medo e o sedentarismo da vida moderna. Por conta dessa realidade, as crianças deixam de brincar prejudicando, de alguma forma, seu desenvolvimento motor. Afinal de contas, é o “brincar” que leva o sujeito a realizar descobertas de aprendizagem, não somente em relação a si mesmo, mas, também, da convivência em grupo.


 
A falta de atividades ao ar livre, não permite o desenvolvimento motor, cognitivo e emocional. As consequências podem acarretar dificuldades de socialização que terão reflexos durante toda a vida do indivíduo. Quanto mais liberdade de expressão verbal e não verbal tivermos em nossa infância, maior a probabilidade de crescermos seguros emocionalmente e com autoestima elevada.


 
Teóricos como Vigotski e Wallon deixaram suas contribuições de pesquisas que dão ênfase na importância do desenvolvimento da criança a partir da interação com o meio e a socialização, tendo a psicomotricidade um aspecto relevante, pois esse é o campo de pesquisa que trata o indivíduo como um ser emocional, motor e cognitivo, em que o brincar dá esta noção emocional e corporal tão necessária ao bom desenvolvimento do ser integral.


 
Outros teóricos, como Freud, também falavam da relação do desenvolvimento e do movimento corporal em relação ao psíquico. O estudioso demostrou que conteúdos inconscientes serão manifestador no corpo de várias formas e a psicomotricidade tem esse olhar focado no psíquico.


 
Concluímos que, o psicólogo, quando se utiliza das técnicas da psicomotricidade e das teorias da psicologia, pode ter uma maior abrangência do ser, sendo assim, possível ao psicólogo observar e desenvolver um tratamento adequado a partir dos conteúdos e da vivência corporal, pois o corpo reflete o ser psíquico que resultará no ser social, proporcionando uma melhor qualidade de vida em todos os sentidos.


 
Portanto, o psicólogo que se especializar em uma pós-graduação em psicomotricidade terá o diferencial de atuar nas áreas de educação, desenvolvendo ações que priorizam a inter-relação entre psiquismo e motricidade do desenvolvimento humano.
 
Com informações de Psicomotricidade e Psicologia. 


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar