E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

O que fazem as marcas mais cobiçadas?

28/11/2014 Por: Editorial Dom Bosco
Inspirado no livro “O segredo das marcas desejadas” - de Patrick Hanlon
 
grandes marcasÉ fato que as grandes e mais desejadas marcas possuem seus segredos. Com isso, o sonho de todo empreendedor é fazer com que a sua estampa esteja “na boca do povo”. Mas, será que com a era digital tudo se tornou mais fácil, como dizem?
 
Basta saber o segredo de como os grandes líderes do mercado trabalham seus produtos e serviços. Claro que não há uma “receita de bolo”, mas é possível traçar um plano sabendo que qualquer desatenção pode levar ao fracasso.
 
A história
 
O primeiro ponto a ser analisado, é que seus possíveis consumidores tem a necessidade de saber o que sua empresa foi e será. Além de pontos como, missão, visão e valores, que devem ser comunicados de forma clara e direta, pois estas informações serão buscadas com o objetivo de encontrar credibilidade, sendo uma forma de confiar no que está consumindo.
 
A marca
 
Outra forma de fazer parte do cotidiano do cliente é criar uma marca, um símbolo que remeta diretamente ao produto ou serviço. Esta marca não precisa ser necessariamente um desenho, mas pode ser um cheiro, um breve toque ou até mesmo o modo como seu funcionário se vestirá, algo que envolva e que crie sentimento. É o que faz a o “plim-plim” da Globo. Quando você ouve, o que vem à cabeça? É esta a impressão que grandes empresas querem causar nos clientes, uma associação imediata.
 
Além de jargões que podem “cair na boca do povo”, é importante criar nomes marcantes para seus produtos. É mais ou menos como se perguntássemos, você prefere um Big Mac ou um Whopper? Não falamos diretamente de nenhuma marca, mas já sabemos quais produtos são.
 
Os diferenciais
 
Nossa vida é cheia de rituais e o atendimento ao cliente é um deles. Por que não revolucioná-lo? Em um mercado cada vez mais concorrido para muitos segmentos, é preciso inovar até mesmo nas coisas mais simples, o que poderá influenciar na opção de compra do cliente.
 
Analise o próximo exemplo. Chegou no restaurante e não há mesas? Aguarde na fila pagando tudo que consumir pela metade. No atendimento do Outback, o garçom vem até a mesa, se apresenta e sabe exatamente o que tem no cardápio. O atendente, muitas vezes ajuda os indecisos, isso deveria ser básico para qualquer restaurante, mas ainda assim, o Outback consegue se diferenciar.
 
O principal
 
Todo empreendimento precisa de um líder. Alguém que não somente tome decisões, mas que fundamente suas decisões, para que o resultado seja certeiro. Uma empresa sem um líder “é como um elefante sem cabeça, pode até chegar a algum lugar, mas ao custo de destruir tudo em seu caminho”.


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar