E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

O que um BOM gestor não faz

07/01/2019 Por: Editorial Dom Bosco
 O que um BOM gestor não faz


Assumir a gestão de uma equipe não é a tarefa mais fácil que existe, principalmente, adotando comportamentos tóxicos, que vão acabar cedo ou tarde, destruindo a equipe ou fazendo com que ela nunca saia do ponto inicial. Quer saber quais são essas atitudes e como evitar? Veja o que um bom gestor não faz.



Medo não é respeito

Está muito enganado o gestor que crê no temor para promover melhores resultados; medo e respeito não são de forma alguma, sinônimos. Se você está adotando uma postura carrasca acreditando que os membros terão mais medo de errar e vão te admirar, então, está com uma ideia muito equivocada.


Quando as pessoas estão sob pressão, elas não se sentem motivadas e tão pouco à vontade para libertar totalmente suas competências. Gestores precisam ser líderes, e por líder entendemos alguém que têm seguidores. Ninguém admira uma pessoa amarga, carrasca e infeliz. Tratar sua equipe com honestidade, brandura e respeito vai contribuir com uma comunicação interna clara, um ambiente positivo e mentes mais determinadas em contribuir com os avanços da empresa.  



Achar que treinamento é gasto

Plantinha para crescer, precisa ser regada e a sua equipe é um jardim em suas mãos. Não é errado esperar que os membros busquem individualmente crescer, mas é fundamental contribuir para que isso ocorra. Bons gestores não negligenciam os investimentos em treinamento para suas equipes.


Se você deseja ser um bom gestor, não desconsidere avaliar as lacunas que sua equipe precisa desenvolver e promover as ferramentas para que isso aconteça. Gestores que são líderes, desejam fomentar o interesse no time por crescimento e investir em treinamento é uma ótima forma de ter pessoas competentes e motivadas trabalhando juntas.



Não dar autonomia à equipe

Tem gente por aí que só falta exigir que a equipe solicite antes de ir ao banheiro… certo, um pouco exagerado, mas acredite: tem gestor que gosta de equipe dependente, monopolizada. Não dar autonomia para equipe, é sim, uma atitude de um MAU gestor.


Os motivos de não deixar que os subordinados tenham liberdade, podem ser muitos, mas, seja por subestimar os membros ou, um bastante comum, é o medo de perder a autoridade. Quanto mais autonomia, mais motivado seu time se sentirá, porque isso demonstra que você confia neles e os vê como competentes. Claro que, o cargo de gestor é gerenciar recursos, incluindo os humanos, mas é importante adotar certo equilíbrio para ser um bom gestor.



Esquecer das reuniões avaliativas

As famosas reuniões de feedback são muito importantes para demonstrar que você está atento com sua equipe, e é importante para que ela entenda coisas que precisam ser melhoradas. Aliás, reuniões avaliativas não são feitas apenas da opinião da gestão, mas também sobre o que os membros estão achando.


São nessas conversas, que fica mais claro o perfil do colaborador e tornam mais próxima a relação gestão e gerido. Assim como é importante ter esse diálogo com certa periodicidade, é importante não esquecer que ela deve sempre ser acompanhada de elogios. Bons gestores dão valor ao feedback e entendem como afetam o crescimento da equipe e empresa.


E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades


Notícias relacionadas

07/01/2019

O que um BOM gestor não faz


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar