E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

O uso inteligente da luz em ambientes comerciais

03/10/2014 Por: Vanessa Cagliari


    Vários estudos já comprovaram que a luz interfere de várias maneiras na área emocional e regulação hormonal do ser humano. O principal objetivo de um comércio é realizar vendas e oferecer os melhores serviços e produtos. Para isso, cada projeto luminotécnico deve ser baseado no bem estar dos clientes.


 
     A empresa austríaca Zumtobel, uma das maiores fornecedoras internacionais de soluções em iluminação de interiores e exteriores, realizou um estudo de laboratório e de campo em associação com dois prestigiados institutos de pesquisa, a Royal Institute of Technology (KTH) em Estocolmo e a University of Applied Sciences (HAW) de Hamburgo.


 
      O objetivo do estudo era obter resultados que indicassem como aumentar o tempo do cliente no estabelecimento comercial, fazendo dessa forma, que ele tenha condições e motivação para olhar mais atentamente os produtos oferecidos e aumentando o potencial de compra.  Foi analisado também, como contribuir para que o bom humor e o bem estar do cliente se mantenham ativos durante o processo de compra, conta Rose Elisabeth Comenho, designer de interiores da RECDesign e pós-graduada em Iluminação Aplicada.


 
      O uso inteligente da luz em ambientes comerciais é como um convite ao cliente que se sente atraído por ela, identificando o ambiente e o produto com sua própria personalidade. E além disso, também é utilizada para determinar o tipo de serviço ou produto oferecido. " Uma joalheria terá um projeto luminotécnico muito diferente de uma loja de roupas fashion para adolescentes, que será diferente de uma loja de alimentos e bebidas importados ", afirma Rose.


                                                    
                                                        A designer Rose Elisabeth Comenho

     Nos estabelecimentos comerciais voltados à alimentação, a iluminação é um dos principais pontos a serem projetados. O projeto luminotécnico do restaurante vai ser criado baseado no tipo de estabelecimento, seu objetivo comercial e seu público alvo. " Se a casa é um fast food por exemplo ou um self service, a iluminação não pode ser intimista e aconchegante, pois o objetivo desse tipo de estabelecimento é que as pessoas comam rapidamente e saiam em seguida, criando oportunidade para que um grande fluxo de clientes circule durante todo o dia. Nesses ambientes a luz deve ser clara, com a maior incidência possível de luz natural ", destaca a designer.
 
 
     Para Rose, um projeto luminotécnico deve ser realizado corretamente por um profissional especializado, em qualquer estabelecimento industrial, corporativo, comercial e residencial. " A qualidade da luz em um ambiente interfere na produtividade dos funcionários de uma empresa, na segurança, na saúde e no conforto dos seus usuários. Eu mesma vivi uma experiência de me deparar com uma falta total de planejamento e projeto luminotécnico comercial. A vitrine era muito atraente em uma sofisticada loja de roupas masculinas, mas quando resolvi entrar, a iluminação do interior da loja era tão forte, agressiva e ofuscante, que dei meia volta da porta mesmo e fui embora. Na hora, pensei em quantas pessoas sentiram o mesmo desconforto e quantas vendas foram perdidas por essa razão ", relata a designer.


      O uso inteligente da luz é uma estratégia de inovação em marketing e serviços. Para conhecer outras técnicas e novidades do mercado, aprenda com o Dom Interativo que oferece os cursos de Gestão de Marketing Digital e Gestão de Serviços.
 
 


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar