E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Os pilares fundamentais do marketing digital

27/11/2018 Por: Editorial Dom Bosco
Os pilares fundamentais do marketing digital


As empresas investem, cada vez mais, em estratégias inovadoras para atender as expectativas dos seus clientes e, ao mesmo tempo, aumentar seus lucros. Por conta dessa demanda, o marketing digital se tornou uma ferramenta essencial para aumentar a credibilidade e a relevância de uma marca.

Uma ótima técnica para as empresas que pretendem investir na sua imagem é a aplicação de princípios considerados pilares essenciais de ações em marketing digital: planejamento, conteúdo, relacionamento e monitoramento.


Planejamento

Um bom planejamento é o primeiro e mais importante passo e do qual dependem todos os demais. A princípio, ele deve abranger aspectos do passado e do presente para, então, assegurar o preparo adequado para enfrentar o futuro. Além disso, ele precisa estar alinhado ao plano de marketing da empresa. Planejamento é um exercício de paciência que envolve cautela, estratégia e uma dose de intuição.

Conteúdo

As redes sociais são ferramentas essenciais para a divulgação da marca da empresa. Entre as redes sociais que podem ser usadas para promover conteúdo estão Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin, entre outras, dependendo do segmento de atuação da empresa. O profissional de marketing tem a missão de entender as necessidades e expectativas do seu público-alvo e, através dos perfis dos internautas nessas redes, é possível descobrir quais são seus hábitos, gostos e preferências.

Dessa maneira, é possível divulgar conteúdo condizente aos interesses do consumidor. Um exemplo são as fan pages no Facebook, onde a empresa divulga novidades e descobre o que os seus consumidores desejam em relação aos serviços e produtos oferecidos através de comentários críticos ou sugestivos.


Relacionamento

Com as mídias sociais é possível criar um relacionamento com seu público, usando ferramentas de mensuração e monitoramento, além de conhecê-lo melhor por meio do tipo de conteúdo que ele compartilha e curte.

Além disso, o relacionamento é eficiente quando o cliente é ouvido e têm respostas rápidas e eficazes aos seus pedidos. O investimento e as ações em redes sociais devem estar alinhados a e-mail marketing, SEO, games, entre outras.

Monitoramento

O monitoramento engloba as métricas, que são importantes para obter dados confiáveis e mensuráveis para avaliar o retorno concreto das ações de marketing digital. As métricas podem ser obtidas por meio de ferramentas, algumas fornecidas gratuitamente pelo Google. Além disso, o monitoramento deve ser segmentado, ou seja, incluir o monitoramento da marca, monitoramento da concorrência e monitoramento de mercado.






Estratégias de Marketing Digital


Muita gente costuma pensar no Marketing Digital como uma única estratégia, o que não é verdade. É importante compreender que este é um amplo universo, que reúne diversas ferramentas para ajudar as empresas conseguirem defender seu espaço no mercado. Achou confuso? A gente te ajuda!


Por exemplo, pense no universo offline, ele envolve muitas coisas (rádio, TV, revista, outdoor, etc.), não é mesmo?  Da mesma maneira, não é correto restringir o Marketing Digital como uma estratégia única, mas ele deve ser pensado como um conceito guarda-chuva que abrange diversas ferramentas digitais. Portanto, é fundamental traçar o perfil do público que será impactado, bem como o posicionamento da marca que fará a promoção, para não fazer investimento em vão; por mais que, os gastos sejam pré-definidos nas campanhas, R$ 1,00 para adquirir nada, custa caro, certo?


Veja algumas das estratégias digitais mais famosas, que podem ser interessantes para o seu negócio:




Inbound Marketing;

O Inbound Marketing compreende, com a ajuda de algoritmos, em qual estágio de compra seu potencial cliente está em relação à compra, para impactar corretamente conforme o momento. Diferente das ações convencionais de Marketing, onde as empresas vão até os consumidores, o Inbound deseja fazer o contrário, fazendo com que pessoas procurem/encontrem as empresas.


Os estágios do Inbound Marketing estão divididos em 5 etapas (funil de vendas de Marketing Digital):


Atrair - ser atrativo é ser interessante, ou seja, para atrair clientes na internet é fundamental oferecer coisas que despertam a atenção desses, como um conteúdo de qualidade que o faça sentir interesse pelo tema;


Converter - converter não está relacionado somente a vender, mas sim, a fazer com que usuários tenham comportamentos que demonstrem que ele está interessado no produto/serviço - o que normalmente envolve a disponibilização de informações pessoais - ou seja, são comportamentos que transformam um simples usuário num potencial cliente;


Relacionar - após conseguir aproximar o usuário da marca e identificar que ele tem interesse nas soluções oferecidas pela empresa, é importante manter contato, como, por exemplo, enviar newsletters que o evitem esquecer da relação que começou a ser formada quando ele se converteu;


Vender - após conseguir estabelecer proximidade com o público, a venda se torna mais clara e possível, acontecendo de forma natural (aparentemente);


Analisar - estratégias não são estratégias se não há análise de dados; analisar permite ter uma visão mais madura do mercado e a efetividade das atividades digitais, contribuindo com decisões cada vez mais assertivas.


 

Marketing nas Redes Sociais;

Virou moda as organizações compartilharem informações e patrocinarem conteúdos nas redes sociais, mas o problema é que pouca gente entende o porquê de estarem lá. Não adianta criar uma página social apenas porque outros estão fazendo; é importante compreender as plataformas de maior efetividade no público-alvo, considerando que alguns, nem se quer, possuem perfis sociais.


Além de realizar uma pesquisa para entender se as pessoas que interessam a empresa estão nas redes sociais, é importante traçar como elas interagem nesses meios, o que envolve o tipo de conteúdo, a frequência e o formato. Redes sociais significam interatividade, e para engajar não funciona responder comentários dois meses depois. Neste cenário, é muito pertinente entender que “qualidade vale mais que quantidade” e a capacidade da empresa em fornecer isso.




Marketing de Conteúdo;

A estratégia de Inbound Marketing está totalmente integrada à estratégia de Marketing de Conteúdo, onde há o compromisso em fornecer artigos de qualidade e que atendam todas as etapas de interação com o consumidor. As etapas utilizadas no Marketing de Conteúdo, envolvem a jornada de compra do consumidor (Buyer Journey):


Aprendizado e descoberta - as pessoas procuram soluções, mas, muitas vezes, elas não sabem qual problema enfrentam, e os conteúdos destinados nessa etapa devem ajudá-las a compreender os problemas/necessidades que estão enfrentando;


Reconhecimento do problema - depois de ser norteado sobre o problema, o consumidor passa a buscar conteúdos que o disponibilizem mais informações sobre o assunto;


Consideração da solução - na consideração, ele pondera quem possui a solução ou melhor, quem possui a MELHOR solução;


Decisão de compra - este é o estágio final do funil, onde a tão sonhada compra/venda, acontece.


O Marketing Digital pode ser muito rentável para a sua empresa, desde que seja implantado com consciência estratégica. Conheça a Pós-graduação de Marketing Digital da Unidombosco, e tome as melhores decisões na internet!


E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades





Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar