E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Os principais erros cometidos em mensagens de e-mail de trabalho

20/11/2015 Por: Editorial Dom Bosco
Os principais erros cometidos em mensagens de e-mail de trabalho

Escrever um e-mail é uma tarefa cotidiana muito simples e fácil: basta digitar o assunto, o nome do destinatário, escrever a mensagem e enviar. Porém, ao longo desse processo alguns erros podem ser cometidos sem que ao menos você perceba. Uma das maiores críticas dos CEOs de companhias de todos os portes é exatamente relacionada aos profissionais que usam a ferramenta fora de contexto, afirma a especialista em etiqueta corporativa Sandra Lamb, autora do livro "Writing Well for Business Success", em entrevista ao site da revista Inc.


 
Conforme apontam os executivos ouvidos pela escritora, muitas pessoas falham ao ignorar outras alternativas ao e-mail em algumas situações de trabalho, como uma ligação telefônica ou uma conversa cara a cara. Outra reclamação é o fato de funcionários agirem como "spammers", enchendo a caixa de e-mails de chefes e colegas com uma quantidade de mensagens desnecessárias. Outros erros podem ser mais sutis, mas ainda assim são considerados comprometedores. Quer saber quais são os principais erros cometidos em mensagens de e-mail de trabalho? Confira a seguir uma lista feita pela autora Sandra Lamb:




 
 
Descuidar da redação
 
Erros de português são muito comuns em e-mails corporativos e, a todo custo, precisam ser evitados. Mas você não deve se preocupar apenas com a gramática, mas também com a estrutura do seu texto. E-mails confusos, prolixos e mal escritos não são bem vistos. Portanto, busque dizer o máximo com o mínimo e faça sempre uma revisão.

 
 
 
 
Escrever uma frase inadequada no campo Assunto
 
Pode não parecer, mas o assunto da mensagem conta muito para determinar se ele será aberto. Se você escrever uma frase imprecisa, simples demais e que não seja chamativa, é bem provável que o seu recado fique invisível na (possivelmente cheia) caixa de e-mails do seu destinatário.


 
 
 
Classificar todas as mensagens como urgentes
 
É claro que você deve caprichar no assunto para o e-mail ser lido, mas não vale tudo para chamar a atenção: letras em caixa alta podem irritar o destinatário, por exemplo. Marcar todas as mensagens como "urgentes" também não é bom. Se todas as suas mensagens vêm com essas características, o destinatário, aos poucos começará a ignorar você. Se realmente aconteceu uma emergência, é melhor comunicar por telefone.


 
 
 
Fazer confusão com as opções "Com cópia", "Com cópia oculta" e "Responder a todos"
 
Uma forma de passar vexame é não prestar atenção ao campo de destinatários da mensagem. Segundo Lamb, esta é uma das críticas mais frequentes dos CEOs a respeito do assunto. Enviar um e-mail para quem não deveria recebê-lo pode incomodar, no mínimo, pois você estará atrapalhando o tempo do outro com uma comunicação sem importância para ele. Além disso, se o e-mail for sigiloso, as consequências da sua atitude podem ser mais sérias. Portanto, tenha cuidado.

 
 
 
Ignorar riscos jurídicos
 
Enviou um e-mail e depois se arrependeu? Não adianta apagar a mensagem da sua caixa de e-mails enviados, pois tudo que você manda fica registrado no servidor dos seus destinatários. No caso de uma ação judicial, o seu e-mail pode ser recuperado e usado no processo. "Na dúvida, discuta o assunto cara a cara, ou então use o telefone", afirma Lamb.
 
 
Com informações de Exame
 
 

Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar