E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Pesquisa revela a diferença salarial das categorias do varejo

13/06/2016 Por: Editorial Dom Bosco

Pesquisa revela a diferença salarial das categorias do varejo

Uma pesquisa feita pela empresa de consultoria em gestão de negócios, Korn Ferry Hay Group, apontou as médias salariais de seis categorias da área do varejo. Para o estudo, foram coletados dados de 60 empresas que apontaram que o setor de eletrônicos é o mais vantajoso em termos de remuneração para quem deseja atuar na área.

 
 
Na lista das áreas do varejo com os melhores salários, em segundo lugar aparece o segmento de moda, seguido por restaurantes, venda assistida (em que o vendedor auxilia o cliente na escolha do produto, como em lojas de shopping), casa e construção, e supermercados/hipermercados/atacado. Os profissionais que trabalham no segmento de eletrônicos recebem salários até 12 pontos percentuais maiores do que a média no setor de varejo.  Veja a diferença salarial entre as seis categorias:


 
 

Eletrônicos 112%
Moda 108%
Restaurantes 98%
Venda Assistida 96%
Casa e Construção 95%
Super/Hiper/Atacado 91%
 
 
 
Segundo Diego Furtado, consultor do Korn Ferry Hay Group, em quase todos os níveis hierárquicos, o setor de eletrônicos fica superior à média salarial do varejo. No nível mais básico, por exemplo, profissionais da área ganham 15% a mais do que a média do setor. Já para Carlos Silva, responsável pela pesquisa e gerente do Korn Ferry Hay Group, para atuar com venda de eletrônicos é necessário ter uma especialização. "Um vendedor de eletrônicos precisa conhecer sobre o produto e entender o que o seu cliente quer", explica.


 
Ainda sobre vendedores, os profissionais com destaque são os que atuam com venda de casa e construção. "É um profissional que precisa entender bem da linha produtos, a venda que requer conhecimento", afirma Silva.


 
Em relação à média salarial dos gerentes da área do varejo, o setor de casa e construção oferece a maior remuneração, com 75 pontos percentuais a mais do que gerentes de eletrônicos. A favor do salários dos gerentes do segmento de super/hipermercado/atacado está o tamanho das lojas. "Uma coisa é gerenciar uma loja com 10 funcionários, outra coisa é ser o gerente de um hipermercado com centenas de funcionários", conta Diego Furtado. Veja:


 

Casa e Construção 174%
Super/Hiper/Atacado 167%
Eletrônicos 99%
Moda 97%
Venda Assistida 91%
Restaurantes 61%
 


Em relação ao nível executivo, de acordo com os responsáveis pela pesquisa os salários são equivalentes, sem grandes variações. Segundo Silva, as grandes empresas e multinacionais acabam tendo que adotar uma estratégia de remuneração competitiva para atrair profissionais, pois trazem executivos de outros setores. "Nos últimos dez anos, o varejo cresceu muito e se profissionalizou", conta Diego Furtado. 
 
 


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar