E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Qual a importância da educação continuada para os professores?

17/04/2019 Por: Editorial Dom Bosco
 Educação Continuada


Aposto que ao clicar neste conteúdo, você teve a certeza que esse seria só mais um daqueles bem “clichêzinhos”, que falam que continuar a investir na carreira abre muitas oportunidades no mercado, certo? Bom, bem que ele vai por essa linha; porém, por outro ponto de vista, já que estamos falando da profissão que é responsável por todas as outras - os professores. Acredite, a importância da educação continuada para os professores está muito além de uma questão particular e egoísta. Estamos falando de um benefício mundial!

Ninguém discorda que vivemos num outro cenário mundial e as perspectivas da educação também. Um forte exemplo disso, é pensar em como as instituições têm modificado suas perspectivas sobre a tecnologia. Por exemplo: até há alguns anos atrás usar smartphones em sala de aula poderia acarretar advertência; hoje, é comum que as escolas e universidades peçam que seus alunos acompanhem a aula por esses dispositivos eletrônicos.


Mudanças não param de acontecer, em especial, na educação que é a engrenagem que torna possível todas essas inovações e transformações. Mas, tanta mudança não exige apenas a qualificação de professores para lidarem com essas novas metodologias e ferramentas de ensino; exige a compreensão dos motivos que as impulsionam, bem como os impactos sociais e ambientais que provocam.


Assim, a educação continuada não é importante só para abrir oportunidades no mercado para os professores; mas, também, para possibilitar que o ensino aconteça de forma descomplicada e prazerosa. Esses avanços modificaram o mundo todo, ou seja, professor e aluno não podem ser mais vistos numa relação passiva, onde um fala e o outro aprende. Isso não existe mais!

Professor Vs. Aluno


Já comentamos, mas é importante salientar que, a figura do professor e aluno não são mais as mesmas, especialmente, nas gerações mais novas. Crianças e adolescentes nos dias atuais se desenvolvem de forma diferente e o contato que tiveram desde cedo com a tecnologia é fator crítico nesse resultado.


A tecnologia permite um imediatismo, facilidade e sincronia de diversas atividades ao mesmo tempo (multitarefas) que é difícil estar em uma sala de aula onde só um fala e os outros escutam. Não estamos mais falando de pessoas que só veem conteúdos; estamos falando de pessoas que produzem e que também julgam conteúdos. Assim, oferecer aulas no estilo passivo, ficou para trás!


O relacionamento entre professor e aluno é ativo e não vemos só um dos lados dando um parecer. Os professores que entenderam essa carência nas gerações mais novas, se esforçam em oferecer aulas cada vez mais lúdicas, interativas e pautadas em diálogo.


Algumas ferramentas, como o Kahoot (app que permite a criação de quizzes em pouco tempo, podendo ser jogado por múltiplos participantes/alunos), por exemplo, vieram para servir de apoio aos docentes que desejam transformar seus ensinos e obter maiores e melhores resultados em sala de aula. Mas, só fica por dentro das novidades quem está especializado em acompanhar tudo.


Se você é professor, não deixe de investir na educação continuada para conseguir obter melhores resultados com seus alunos, que estão mudando continuamente. Conheça nossos cursos de pós-graduação focados em educação e seja um transformador (a) de mentes! Todos os cursos são reconhecidos pelo MEC e ainda você pode experimentar grátis para sentir o gostinho do conhecimento antes de fechar qualquer compromisso.


E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades



Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

x
Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar