E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Regras do jornalismo para Marketing de Conteúdo

07/05/2018 Por: Editorial Dom Bosco


Cada vez mais reconhecido no mundo digital, o Marketing de Conteúdo é a solução para empresas que querem divulgar seu site através de buscas orgânicas, investindo pouco dinheiro, mas agregando muito valor. Mas, não é qualquer tipo de conteúdo que pode dar esse retorno; não falar de coisas que as pessoas querem saber e que sejam relevantes, apenas vai exigir um esforço desnecessário para que no final das contas, não vai surtir nenhum efeito. Para aprimorar essa estratégia, conheça as regras do jornalismo para fazer bons conteúdos.

Pesquisa

Como é decepcionante acessar a blogs que parecem solucionar a sua dúvida, mas que na verdade, apenas oferecem um conteúdo óbvio e sem graça; também é muito chato encontrar coisas que você já viu em inúmeros outros sites. Quando estamos procurando algo, queremos realmente entender o assunto.


Ao produzir conteúdos para a visibilidade digital da sua empresa, você precisa ser interessante. Isso envolve não só buscar temas que despertem a curiosidade, como oferecer informações que sejam úteis. Caso possível, tente sempre encontrar pessoas que tenham autoridade no assunto a ser tratado, para que possam dar um parecer especializado e sem especulações desnecessárias.


Mas, não será possível identificar o que as pessoas desejam ler e, muito menos pessoas que entendem o assunto, se você não sair em busca de fontes e histórias que sejam exclusivas. Diversifique e crie seu próprio conteúdo de forma diferenciada e que contribua com informações valiosas em seu ramo. Dessa forma, seu site se tornará referência, com coisas que despertem a curiosidade do público.


Pirâmide invertida
Quando pensamos em conteúdo para internet, precisamos compreender que a maioria dos usuários que entrarão em contato com esse material, não estão com paciência para ficar horas lendo até encontrarem a resposta do que estão procurando. Diferente dos outros formatos, como um livro que descreve 500 páginas até chegar na resposta principal, em seu blog, é preciso ser objetivo.


Se você não é do ramo jornalístico, provavelmente não ouviu falar sobre a Pirâmide Invertida, onde o conceito do que entendemos por pirâmide - onde o topo é mais importante e base o menos importante - é invertida. Então, em vez de começar a falar o principal do texto no fim do conteúdo, fale dele logo no início do artigo, sanando rapidamente a dúvida do leitor.  


Mas, caso você esteja pensando que isso vai deixar seu texto raso, não precisa se preocupar, porque é possível enriquecer esse conteúdo com informações adicionais; quer dizer, esse é recomendado, na verdade. Ao colocar o mais importante (que responde ao tema principal) logo no início, você ainda contribui para que os motores de busca possam identificar a relevância da página mais facilmente, contribuindo para boas posições na web.


Lead em primeiro lugar

Lead/lide para o jornalismo, é diferente do lead que identificamos nas ações de Marketing. Enquanto para os marketeiros leads são potenciais clientes, para os jornalistas, o termo indica o primeiro parágrafo do texto, o qual deve ser conciso e atrativo para motivar que o público continue a leitura.


Bastante atrelado à pirâmide invertida, você precisa dar informações importantes ao leitor, que envolvam as 5 perguntas essenciais de qualquer construção textual concisa: o quê; quem; onde; como; por quê. Mas, pode ser que você não consiga colocar todos dados no primeiro parágrafo e necessite de um sublead ou segundo parágrafo que atenda a missão de contextualizar o leitor logo no início do artigo.

Assim como as primeiras páginas de um livro ou minutos de um filme são importantes para estimular que o espectador continue a ler/ver, as primeiras linhas do seu artigo online, serão de extrema importância para que a leitura chegue ao fim. No entanto, preste atenção para que na missão de esclarecer as principais questões no início, você  não confunda o leitor com palavras complexas ou subjetivas.



Palavras-chave não é tudo

É muito importante que seu texto possua as palavras certas para serem descobertas pelas principais ferramentas de busca, porém, não se trata apenas disso.Trata-se de desenvolver uma marca e dizer coisas que valham a pena ser lidas, ouvidas e sentidas. Ao produzir conteúdos para web é bom estar preocupado facilitar que esses sejam identificados pelos motores de busca; mas, mais importante que isso é estar atento ao que os leitores vão achar.


O que não falta na internet é conteúdo repleto de palavras-chave, mas que oferecem um conteúdo bastante pobre sobre o assunto. Por mais que esse formato contribua na hora da busca e ajude a elencar o site nas primeiras posições, isso é temporário. Contudo, quando o leitor gosta do que lê, ele compartilha isso com outros e, por mais que o texto não tenha tantas palavras-chave, ele ainda assim terá muitos acessos.


Da mesma forma que o jornalismo segue regras técnicas, exigidas para manter a qualidade do conteúdo, a principal preocupação é transmitir informações pertinentes e acessíveis ao público que são destinadas. Portanto, adote também essa mesma estratégia em suas produções textuais e não deixe de demonstrar apreço para com seus leitores, pois só assim eles conseguirão sentir a essência da empresa por meio do Marketing de Conteúdo.



E-mail já cadastrado. ×

Receba nossas novidades



Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar